Nome não é amor à primeira vista

Muitas pessoas imaginam que ao serem apresentadas ao nome do seu negócio (quando contratam um profissional) irão ficar maravilhadas, em êxtase, se apaixonar logo de cara e dizer: “Era exatamente esse, o nome que eu queria!” ou então “Esse nome é perfeito para o meu negócio!”

Mas a história não é assim romântica, embora tenha um final feliz.
Em 95% dos casos (na Batiza) o cliente não ama o nome, ali no exato momento da apresentação.

A Batiza acredita que isso se deve ao seguinte fato: Ao se ver diante de uma decisão séria, como escolher um nome “para sempre”, a certeza se vai e chega a insegurança. O medo de errar paralisa e reina a desconfiança.

É natural do ser humano estranhar novas ideias, ficar desconfortável e criticá-las. E nessa hora da escolha do nome, o dono do negócio coloca diante dele e do nome todos os pontos negativos possíveis. Mas tudo bem, porque não tem como frear essa situação! Nesse momento o ideal é o Namer defender de maneira fundamentada as opções de nome que está apresentando ao seu cliente e principalmente explicar o porquê delas serem boas opções como futuro nome para a sua empresa/produto/serviço. Com certeza, o conhecimento e a experiência do Namer, irão fazer a diferença para deixar o cliente tranquilo e confiante.

Após a apresentação, a Batiza sugere que o cliente fique com o nome em mente por alguns dias antes de retornar com uma resposta final. Pois existe uma tendência das pessoas, depois de repetidas exposições a algo desconhecido, inverterem seus sentimentos iniciais de antipatia ou aversão e passarem a gostar mais, do nome no caso, com o passar do tempo.

Um estudou que foi afundo nisso chegou ao “Efeito da Mera Exposição” (de Robert Zajonc) que diz que, a repetição de um estímulo arbitrário gera uma familiaridade na mente do ser humano, que gera uma sensação de aconchego e uma mudança de atitude, que provoca preferência ou afeição. Sem que o indivíduo se dê conta, o subconsciente forma uma preferência emocional. Quanto mais se vê, mais se gosta!

Em quase todos os casos, é perceptível que a opinião do dono do negócio muda a cada dia em relação ao(s) nome(s) apresentados. Ele passa a se identificar, se familiariza, até chegar o dia em que se apaixona. E depois que vê ele na logo diz: “Amo o meu nome!”

Ana Carolina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s